Ver este site em versão PC

OLHÃO > Algarve > Portugal

Olhão é uma cidade localizada no sotavento do Algarve. A história da cidade remonta aos finais do século XVI, altura em que os primeiros pescadores começaram a construir as primeiras cabanas de junco. Em 1715 construiu-se a primeira casa de alvenaria e começa o crescimento rápido de Bairro da Barreta , a zona mais carismática da cidade com uma arquitetura cubista de telhados em açoteias e ruas labirínticas. No interior das casas a tradição mantém-se, os tetos abobadados, os ladrilhos manufaturados à mão.

Durantes os últimos séculos a cidade de Olhão cresceu e tornou-se um importante ponto de pesca, com a pesca do atum. A crescente industrialização com a indústria de conservas de peixe, e todos os serviços relacionados com o mar. Atualmente a cidade de Olhão é conhecida como a capital da Ria Formosa. A cidade de Olhão está localizada frente à Ria Formosa, alinhada com a saída do farol na ilha da Culatra. Atualmente Olhão é uma cidade muito visitada por motivos turísticos. As marcas de uma antiga vila piscatória combinadas com a arquitetura cubista de uma cidade situada à no litoral da Ria Formosa, com avistamento das ilhas e mar, dá a Olhão um ambiente único.

Vista da Ria Formosa e da cidade cubista de Olhão
Vista da Ria Formosa e da cidade cubista de Olhão
Vista aérea da Marina de Olhão

No Bairro da Barroca de Olhão

O interior das ruas do bairro é estreito, e as casas são construídas coladas umas às outras ou então com becos muitos estreitos entre. As ruas são pavimentadas com pedra calçada tradicional e as fachadas dos edificios estão a ser tradicionalmente recuperados.

Estátua da Lenda de Floripes no Bairro da Barroca em Olhão
Estátua da Lenda de Floripes no Bairro da Barroca em Olhão
Carolas no caminho das lendas em Olhão
Estátua do Menino dos Olhos Grandes no caminho das lendas em Olhão
A lenda do menino dos olhos grandes no caminho das lendas
A lenda do menino dos olhos grandes no caminho das lendas

Diz-se que em noites escuras, lá para os lados da Barreta, um menino muito robusto aparecia aos pescadores, vestido só de camisa com grandes olhos pretos

Como chorava muito e não dizia nada, os pescadores tinham pena da criança e pegavam-na ao colo

Mas à medida que caminhavam, o peso da criança ia aumentando, e acabavam por abandoná-lo no chão

Ao longo dos anos a criança apareceu um pouco por toda a parte do Bairro da Barreta. Mas um dia o menino deixou de aparecer

O povo diz que a Moura Floripes quando embarcou para as terras do norte de África, levou o menino com ela...

Video sobre a história e a lenda da cidade de Olhão

Este video sobre a a cidade de Olhão no Algarve representa a história da cidade e a história da lenda de Floripes contada pelo povo local, numa produção de Abel Ribeiro Alves com o apoio do Ministério da Cultura, Programa Operacional da Cultura, comunidade Europeia e do Município de Olhão. No video são representados momentos muito interessantes para quem pretende conhecer um pouco mais da razão de ser desta cidade

A vida em Olhão

Olhão é uma cidade com muita vida à beira mar. Sendo uma cidade de pescadores, Olhão tem um mercado de peixe fresco aberto ao público. As ruas em redor são movimentadas e têm muitos turistas que diariamente visitam a cidade

No mercado existe diariamente muita oferta de peixe fresco. É um sitio que vale a pena conhecer

As tradições em Olhão são muito visíveis. A pesca continua a ser um dos principais sustentos da população local. Na zona oeste da cidade de Olhão existe um porto de pesca . Está localizado perto da zona industrial, que ainda está bastante ligada à transformação do pescado

Nos últimos anos Olhão tem visto aparecer muitos novos restaurantes ao longo da avenida litoral. A maioria dos restaurantes continuam a servir o tão procurado peixe fresco, muitos outros os deliciosos petiscos de marisco, alguns pratos típicos portugueses, e ainda o tradicional vinho de Portugal. Vale a pena fazer uma visita gastronómica à zona de restaurantes de Olhão

Navegar na Ria Formosa

A ria Formosa é um destino procurado por velejadores de todo o mundo. Olhão tem um porto de abrigo preparado para receber embarcações de recreio, contudo muitos dos velejadores optam por ficar ancorados em frente à ilha da Culatra, entre a Ria Formosa e o oceano Atlântico.

Para quem não tem barco próprio, existem vários barcos de transporte de passageiros que fazem a ligação durante todo o ano entre as ilhas e a cidade. Caso pretenda uma viagem mais rápida entre ilhas, pode sempre optar pelos aqua taxis disponíveis com serviço 24 horas

Olhão tem muito mais por explorar, mas para tal recomendamos que faça uma visita. Se a sua vontade é morar neste local, fale connosco para uma explicação mais pormenorizada. Existem muitos segredos que nós podemos desvendar sobre o Algarve e que todos devem conhecer antes...